A monitorização e o controlo da cadeia de FRIO: as exigências do Mercado

O aumento da população (em Portugal, e a título de curiosidade, com um incremento de 0,19% entre 2018 e 2019) , o surgimento de novos modelos de sociedade (em constante mutação e como consequência da pandemia) , as exigências dos mercados e das empresas, com consumidores cada vez mais informados e atentos, as mudanças no hábitos de consumo dos alimentos, levaram a um exponencial crescimento, do consumo de grandes quantidades de produtos alimentares frescos e congelados, com foco nos principais centros urbanos, e passando a dar-se ainda mais importância ao controlo e monitorização da temperatura em toda a cadeia de transporte.

O aquecimento global, é o mote, para que em conjunto, todas as entidades, organizações e até mesmo investidores, equacionem e desenvolvam diferentes estratégias de melhoria da complexa cadeia de gestão do transporte de toda a cadeia de frio, assegurando que o transporte de perecíveis, seja efetuado, de forma a preservar, ao longo de toda a cadeia de frio, as propriedades intrínsecas de um produto, para que possa estar em condições plenas de consumo.

A plataforma i.trackit, como ferramenta de apoio à decisão, permite ao profissional de transporte na área em questão, verificar se a mercadoria perecível sofre eventuais variações de temperatura desde o momento em que sai de um armazém, até ser distribuída pelos respetivos pontos de entrega (lojas, por exemplo) que servem o consumidor final, de forma a salvaguardar e a espelhar a Qualidade do seu transporte, com o controlo de temperatura adaptado ao tipo de carga em transporte (ambiente, refrigerado, congelado).

Desta forma, a solução de telemática, de controlo e monitorização de temperatura da TRACKiT, através da simples integração de um GPS Localizador com um termógrafo ou sondas de temperatura, permite ao operador de transporte ser ainda mais profissional, transparente e competitivo, neste seu segmento, que cresce a cada dia que passa, com todas as atuais mudanças dos processos de logística, como consequência da pandemia.

A alarmística e eventos de abertura e fecho de porta do veículo (dentro ou fora do cliente) e a eventual não conformidade de intervalos de temperatura adjacentes a uma determinada carga, assim como a obtenção de um relatório elegível, de análise, de toda uma rota ou viagem e com gráficos de temperatura, são exemplos de funcionalidades que estão disponíveis on-line, num pacote exclusivo e dedicado, ao profissional de Gestão de Tráfego que opera neste mercado competitivo (e tão penalizador, para quem não cumpra as regras).

Reclamar, é um direito, do cliente, do consumidor: medidas e ferramentas preventivas, que permitam não colocar em causa, o profissionalismo, a ética, e a performance do Transportador de Frio, são essenciais, para que a credibilidade, seja um fator diferenciador, como em qualquer negócio.

Não perca a oportunidade!

Preencha o formulário abaixo e um especialista entrará em contacto com as melhores soluções para sua empresa.

Leave a Comment

O seu endereço de email não será publicado.

Shopping Cart
Scroll to Top